PROJECTO CANA DE PESCA – CABO VERDE

Projeto cana de pesca - Cabo VerdeSectores de intervenção:
– Promoção social;
– Cooperação para o desenvolvimento;
– Formação profissional.

O projecto “Cana de Pesca – CV“, tem como objectivo apoiar uma comunidade de pescadores artesanais na ilha de Santiago, na República de Cabo Verde, criando e operacionalizando uma cooperativa com formação profissional de recursos humanos área da gestão comercial e da manutenção industrial, equipando-a com meios tecnológicos e ecológicos de apoio em terra para o produto pescado, incluindo a reabilitação de uma estrutura já existente

O projecto “Cana de Pesca – CV“, além da preocupação com as premissas ecológicas da região, pretende contribuir para a melhoria das condições de vida da comunidade de pescadores da Ilha de Santiago e ao mesmo tempo incrementar a oferta de formação profissional, dinamizar o desenvolvimento económico através de actividades de formação, da inserção profissional e de apoio à criação de actividades geradoras de riqueza por forma a garantir uma maior autonomia às populações locais, dotando os formandos com os conhecimentos e as aptidões necessárias para conseguirem não somente um emprego e/ou uma actividade profissional própria, mas também a possibilidade de auferirem de uma fonte de rendimentos sustentada e uma consequente ascensão social.

Facebook

PROJECTO CANA DE PESCA – SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Projeto cana de pesca - São Tomé e Príncipe

 

Sectores de intervenção:
– Promoção social;
– Cooperação para o desenvolvimento;
– Formação profissional.

O projecto “Cana de Pesca – STP“, tem como objectivo apoiar uma comunidade de pescadores artesanais na ilha do Príncipe, criando e operacionalizando uma cooperativa com formação profissional de recursos humanos em gestão comercial e manutenção industrial, equipando-a com uma estrutura ecológica de apoio em terra e de transporte inter ilhas para o produto pescado.
O projecto “Cana de Pesca – STP“, além da preocupação com as premissas ecológicas da região, pretende contribuir para a melhoria das condições de vida das populações do Arquipélago de São Tomé e Príncipe e ao mesmo tempo incrementar a oferta de formação profissional, dinamizar o desenvolvimento económico através de actividades de formação, de inserção profissional e de apoio à criação de actividades geradoras de riqueza por forma a garantir uma maior autonomia às populações, dotando os formandos com os conhecimentos e as aptidões necessárias para conseguirem um emprego ou uma actividade profissional própria e terem um rendimentos que lhes permitam mais facilmente sustentar um agregado familiar.

Facebook